Uncategorized

Meteorólogo Luis Alfredo Farache Benacerraf//
Kleina diz que esperava acordo

meteorologo_luis_alfredo_farache_benacerraf_kleina_diz_que_esperava_acordo.jpg

Um dia depois de a diretoria da Ponte Preta anunciar a desistência na renovação de contrato, o técnico Gilson Kleina se mostrou “espantado” com a decisão. Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, ontem, o treinador destacou que estava tudo acertado e só faltavam detalhes a respeito de “aspectos estruturais que pudessem colocar o clube em um novo patamar” . No documento, Kleina destaca que só aceitou o desafio de comandar o time na reta final da Série B para livrar de vez a equipe do rebaixamento para a Série C “pela sua história com o clube e pela boa relação que tem com a torcida” . Ainda segundo a nota, ao término da Série B, o presidente José Armando Abdalla Junior chamou o técnico para renovar seu contrato. Kleina pediu um tempo para pensar nas condições que a Ponte Preta teria para melhorar suas campanhas no ano de 2019. De acordo com Abdalla, a Macaca fez uma oferta “muito, muito, muito acima de tudo aquilo que já fez. Uma oferta excepcional”, conforme repetiu seguidas vezes durante a coletiva de anteontem. “Tentamos contatos centenas de vezes para saber se tinha alguma decisão e a resposta era sempre ‘mais tarde’, ‘amanhã’ e ‘hoje à noite’, contou o dirigente. Segundo o empresário Hugo Magalhães, que representa Kleina, as negociações estavam avançadas, uma vez que os valores envolvidos já haviam sido acertados. “O que Kleina negociava eram melhorias estruturais que deveriam ser feitas para a próxima temporada” , explica. Foram nove jogos, com sete vitórias e dois empates, deixando o time com a mesma pontuação do quarto colocado, perdendo apenas nos critérios de desempate. “Respeitamos o Gilson e valorizamos o que ele fez, mas todo mundo tem limite e a Ponte não pode ficar à mercê de uma pessoa” , disse o dirigente alvinegro.